Uma carta aberta a mim,
meu tema e à educação

Juan Gouveia

Durante toda a minha trajetória acadêmica acreditei no jornalismo como um propulsor e intermediador de vozes. A escolha por essa carreira vem de provocações e interesses nutridos diariamente por um jovem que, aos 14 anos, terminou o ensino médio e conquistou a oportunidade de entrar em uma universidade. Essa missão perpetuou durante todo o meu processo de construção profissional. Para este trabalho, a oportunidade de abrir espaço para jovens falarem sobre sua arte se fez como uma prova do meu papel social como jornalista.

A performance foi apresentada através do ambiente acadêmico. O contato provocou curiosidade e o despertar da investigação. Por acreditar na figura do jornalista como investigador social, desenvolvi todo o trabalho sob este pensamento: entender; documentar; e compartilhar. Essa vontade de descobrir fez com que uma cena de jovens artistas fosse observada nas periferias através de registros compartilhados nas redes sociais. 

Devemos entender a educação como um processo. Os ensinamentos de Paulo Freire devem ser implementados e discutidos. Por isso, aprendo desta etapa da minha vida que os nãos também podem ser encarados como sim, e que o maior reconhecimento obtido é aquele por si mesmo, quando olha para um trabalho e diz: “este foi o meu melhor, este é meu fruto”. É assim que me sinto compartilhando este projeto.

Este trabalho é uma prova de que as dificuldades surgem, mas a vida é apenas uma sala de aula e devemos, portanto, levar de todos os momentos vivenciados um aprendizado. A minha flor desabrochou e hoje é um fruto. Obrigado por entrar neste mundo comigo. Este é o meu ser falando e apresentando outros seres, que assim como eu, são corpos e artistas na arte de viver.

 

AGRADECIMENTOS

Agradeço ao meu bom Deus pela oportunidade de apresentar esse trabalho. Sem a sua graça e bondade não teria vivenciado esses quatro anos nesta instituição de ensino. A mim, por acreditar, mesmo que dificilmente, no meu potencial. À minha mãe, Rubenita Felix, que me encoraja a prosseguir todos os dias, mesmo com as dificuldades, nunca deixou de acreditar no meu trabalho e na minha capacidade. A minha luta também é dela. Para ela é este trabalho e todos esses anos de dedicação e estudo. À minha irmã, Jamilly Gouveia, pelo companheirismo e momentos de descontração e apoio. Ao meu maior amor, minha avó, Marina Costa, que me criou e moldou esse ser humano e que hoje zela e me acompanha em luz todos os dias. Seu semblante de amor e alegria são propulsores para o desenvolvimento de todos os meus trabalhos em vida.

Ainda aproveito a oportunidade de reconhecer o auxílio das minhas companheiras de jornada acadêmica, Rayane Melo e Milena Cerqueira, por mostrarem-se presentes e disponíveis para ajudar, sendo uma das carregadoras de materiais e apoio durante alguma das gravações deste projeto. Além de todos os personagens que decidiram compartilhar um pouco de sua vida e trajetória comigo. São eles: Marcyanna, JEAN, Flávia Pinheiro, Cida Gloss, Mun Há, Adelmo, Rhaiza, Barbarize e Elilson. Ao artista Will do Mundo pela belíssima arte estampada na home deste site.

Durante o processo de criação deste trabalho questões pessoais me desestabilizaram várias vezes, sem a ajuda e compreensão da orientadora e companheira Carolina Monteiro este projeto não estaria no ar. Feliz pela força, mesmo com as dificuldades, entregamos. Esse é um fruto de dores, mas também de um empenho que vai ser lembrado por toda a vida.

Um abraço especial ao belíssimo e talentoso profissional Jota Bosco. A colaboração e dedicação para colocar no ar este site me enche de alegria. Agradecido pelas tardes de risadas e muito trabalho feito. À minha supervisora de estágio pelo suporte e compreensão.

Para os sim e para os nãos. É preciso também agradecer a todos aqueles que por diversos motivos não puderam colaborar com este trabalho, mas dedicaram um pouco do dia para responder às solicitações. A este público também vai minha saudação especial pelo fortalecimento no meu eu e amadurecimento no processo de reconhecimento como profissional. Agradecimento especial à professora Vera Borges por me apresentar este tema durante a aula e por acreditar e se disponibilizar a ajudar. Ao professor Filipe Falcão por mostrar que meu trabalho em vídeo é bom. Por fim, mas não menos importante, a toda a minha base familiar e de amigos que me auxiliaram em conversas e discussões sobre o projeto e me deram apoio para continuar.

EXPEDIENTE

Trabalho de Conclusão de Curso de Jornalismo da Universidade Católica de Pernambuco. Recife, Dezembro, 2019

Produção e reportagens: Juan Gouveia
Orientação e edição: Carolina Monteiro
Imagens e edição dos vídeos: Juan Gouveia
Infográficos: Juan Gouveia
Pós produção de vídeo, webdesign e diagramação: Jota Bosco
Colagens e ilustração: Will do Mundo