Sonho em estado bruto

Aos 12 anos, Gabriel tem um pé esquerdo daqueles que chamam a atenção. Ele é íntimo da bola, tem habilidade. Joga com prazer. “Jogo o tempo todo”, diz. Só que fora do campinho de terra batida do Parque do Caiara, Gabriel enfrenta adversários muito mais duros.

 

O vídeo completo com Gabriel e todo o conteúdo de “Marcados pela bola”, a primeira edição da Revista Febre, estão disponíveis para download aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *