produção tagged posts

O CENÁRIO RICO E EXPORTADOR DE PERNAMBUCO

Uma roda viva que sempre se renova a cada década. A reciclagem do antigo. A produção do novo. Um espaço onde o erudito, o de rua, o peso e a leveza  fazem parte de uma mesma atmosfera. Essa mistura de sons e ritmos, de criatividade borbulhante, não teria como nascer em outro local que não fosse Pernambuco. O Estado é terra prima para semear arte. De povo que valoriza o chão que pisa. De gente que valoriza a sua identidade no palco.

Com a cena underground não é diferente. Ela nasce de todo projeto de música que se inicia. Seja o som do frevo, do rap ou o do rock, a essência underground está presente: abaixo do chão, aquilo que ainda não tem preço, não tem visibilidade. O Brasil como um todo trouxe esse cenário de forma mais retardatária do que em outros países, em Pernambuco ainda houve um atraso maior.

Read More

A MÚSICA PERSONIFICADA EM GENTE

 LAIS 6

Desde pequena já botava o vinil do pai para tocar e acompanhava o som de toda a coleção. Cresceu com a referência de grandes compositores da música brasileira no sangue. O seu destino não poderia ser diferente. Com 24 anos de idade, a pernambucana Laís Sampaio vive da sua maior paixão: a música. Sempre se infiltrando nos espaços onde conseguia entrar no Recife, ela foi fazendo seu nome e mostrando seu trabalho. Até que recebeu sua primeira proposta como produtora, a convite de nada mais, nada menos que, Arnaldo Antunes. Fez a mudança para São Paulo, rapidamente , e, desde então, não mais parou. Em três anos, ela chegou à produção de Karina Buhr, Baby Consuelo e, atualmente, da Banda Nação Zumbi. Em entrevista ao Comas, ela conta sua visão do cenário da música pernambucana, as suas deficiências, espaço e público. Fala também de quem fez a história da música em Pernambuco e os mais novos rostos da cena.

Read More

A FALTA DO QUE OS MOVE, A FALTA DA PRODUÇÃO CRIATIVA

A ausência de espaço e apoio para as novas bandas é uma das principais críticas do cenário do Estado. Mas a problemática não faz parte do todo. O todo que faz parte do principal problema, a ausência do novo na atual geração.

“Não estou interessada na maneira como as pessoas se movem, mas no que move as pessoas.” Assim dizia, Pina Bausch, um ícone da dança contemporânea e revolucionária ao abolir o ballet para criar o teatro-dança. Bausch influenciou inúmeros artistas no mundo todo e deixou viva sua marca até hoje.

Assim como ...

Read More